sábado, 29 de agosto de 2009

Qual a importância do planejamento do ensino para o trabalho do professor?

De acordo com José Cerchi Fusari, “[...] a ausência de um processo de planejamento do ensino nas escolas, aliada às demais dificuldades enfrentadas pelos docentes no exercício do seu trabalho, tem levado a uma contínua improvisação pedagógica nas aulas. Em outras palavras, aquilo que deveria ser uma prática eventual acaba sendo uma "regra", prejudicando, assim, a aprendizagem dos alunos e o próprio trabalho escolar como um todo”.


A educação segundo LIBÂNEO é compreendida como o conjunto de processos, influências, estruturas e ações que intervêm no desenvolvimento de indivíduos e grupos na sua relação ativa com o meio natural e social num determinado contexto de relações entre grupos e classe sociais visando à formação do ser humano.
Partindo destas definições, a educação como uma esfera social complexa das relações humanas pode definir qual é o ideal de homem e mulher que a sociedade pretende formar. Neste sentido, o planejamento de ensino está muito mais além do trabalho burocrático nas instituições e de regras a serem executadas pelo professor, mas implícito na sua organização e prática na formação integral do educando. As manifestações de toda ordem no ambiente escolar será a correspondência de seu planejamento, ou seja, teremos alunos participativos, críticos, reflexivos, leitores, escritores, que manifesta suas percepções através da arte, que dança, canta, trocas suas experiências no contexto ensino-aprendizagem, se for oferecidos e compartilhados meio para tal.
A meu ver o planejamento de ensino deve ser visualizado de forma global dos objetivos que se pretende alcançar. Neste contexto, o planejamento do professor não é feito de forma isolada, mas em conjunto com a escola. A improvisação do planejamento de ensino na escola acontece por muitos fatores e um deles é não a ver a escola como um organismo vivo, presente e de forma multidisciplinar, ou seja, não posso pensar nos meus planos de aulas sem pensar no plano de ensino da escola; não posso pensar em regimento interno sem levar em conta o plano de ensino da escola. Não posso pensar em plano de ensino, regimento e planos de aula sem levar em conta para quem estes estão sendo direcionados. Qual é o objetivo da instituição? Quais são seus aparatos teóricos e filosóficos que inclui todos que participam dela? De que forma, como ela pretende alcançar seus objetivos e por quê?
O planejamento do professor é o percurso prático que se movimenta de forma critica e reflexiva diante de seu trabalho docente. Nesta perspectiva, seu planejamento está atrelado aos seus aportes teóricos, filosóficos alinhados ao seu compromisso ético com a democratização do ensino ao preparar suas aulas, por exemplo. Quando tem claros os objetivos de seu planejamento vê o aluno como pessoa, sabe dele, prepara para ele, compreende como este aprende e transcende, mais além do que apresentar conteúdos apenas. A aula no contexto da educação escolar é uma parte curricular a qual concretiza efetivamente a construção do processo de ensinar e aprender. Uma parte! O que significa que a organização dos espaços, os materiais oferecidos, a forma como o professor se relaciona com estes e áreas do Conhecimento e oferecem isto aos seus alunos, fazem parte do planejamento do professor e da escola.
A importância do planejamento de ensino para o trabalho do professor é acima de tudo o compromisso que a escola e o corpo docente têm com seus educandos, com a educação e sociedade brasileira.

Referencias bibliográficas
FUSARI, José Cerchi. O planejamento do trabalho pedagógico: algumas indagações e tentativas de respostas. Idéias, São Paulo, n. 8, p. 44-58, 1990.
LIBÂNEO, José C. Pedagogia e pedagogos: inquietações e buscas. Educar em Revista, v. 17, p. 153-176, 2001.


Por Rosa Cris Perônico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário